Angorá

Pode tratar-se tanto do pelo do coelho de Angorá quanto do pelo da cabra de Angorá, há também o gato de Angorá mas dele não é extraída a fibra. Os animais de Angorá vêm da Turquia mas hoje são criados em cativeiro nos Estados Unidos, Japão e Europa.

O pelo da cabra ou coelho Angorá possuí fibra longa e macia, que cria um tecido leve e suave, durável, que absorve a humidade, é brilhante e quente. A fibra pode ser misturada com outras fibras, como as de raiom e lã comum, para criar tecidos diferentes.

A lã de Angorá é uma alternativa para quem tem alergia à lã tradicional de ovelha, apesar de ser mais quente que a mesma. A fibra de Angorá tem poder terapêutico no corpo, ajudando até mesmo na circulação do sangue e ajudando pessoas com dores nas juntas, ciático, artrite, reumatismo, tensão muscular, problemas renais, frieiras, disfunções circulatórias, e outros.

A lã Mohair é um tipo de lã feito com a fibra de Angorá.

O uso dos tecidos feitos com fibras de Angorá é diverso e vai desde peças do vestuário comum a acessórios como cachecóis.

Bibliografia: Allan, Georgina O’Hara; Enciclopédia da Moda: De 1840 À Década de 90: Companhia das Letras, 2010.

http://www.portaisdamoda.com.br/glossario-moda~tecido+de+angora.htm

http://artezanalnet.com.br/blog/Caracteristicas-das-Fibras-dos-Tecidos-para-Decoracao—La

Um comentário em “Angorá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s