Astracã

Astracã é a pele do cordeiro caracul, originário da Rússia. O tecido de astracã era muito usado na confecção de punhos, golas e chapéus até o século XIX. No século XX, o termo astracã passou a ser usado tanto para a pele do cordeiro, quanto para novos tecidos sintéticos que imitam essa pele. Atualmente, o tecido astracã é usado tanto na confecção de detalhes de casacos, quanto na confecção dos casacos em si.

Além de ser muito usado em detalhes e peças de roupa, ele também foi usado na fabricação de acessórios, em especial, o chapéu. Desse tipo de acessório, destacam-se o montera, um tipo de chapéu usados pelos espanhóis, mais conhecido como o chapéu dos toureiros, e o tipo de chapéu conhecido como busby, de uso militar em alguns países ocidentais.

Muito parecido com o busby, é o chapéu caracul (e suas variações regionais), usado pelos homens orientais e africanos. Na África, o chapéu caracul é conhecido como um kufi de pelo, sendo Kufi um chapéu típico africano, com a modelagem muito parecida com os outros modelos do caracul. A versão paquistanesa do caracul é conhecida como Jinnah, nomeado em homenagem ao político Muhammad Ali Jinnah. O caracul, assim como o busby, é triangular e, ao retirado da cabeça, se fecha numa camada dupla de tecido.

Hoje, chapeis feitos a partir da astracã são considerados fora de moda em lugares como o Afeganistão, mas em lugares como o Cáucaso, o papakha, chapéu de forma cilíndrica feito com o tecido na região, ainda é amplamente usado pelos homens. O chapéu caucasiano possui duas versões conhecidas como papakha e kubanka.

Há também o tubeteika, um tipo de chapéu feito com o tecido usado na Ásia Central e em algumas regiões da Rússia, que pode ser usados por homens e mulheres de todas as idades, e também possui variações regionais. Algumas delas tem significado religioso e simbólico muitas vezes transmitido nas cores e padrões usados para decorar o chapéu.

Astracã também é conhecido como Agneau Rasé.

 

Bibliografia: Allan, Georgina O’Hara; Enciclopédia da Moda: De 1840 À Década de 90: Companhia das Letras, 2010.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Caracul

https://en.wikipedia.org/wiki/Karakul_sheep

http://glossario.estilopiti.com/2012/03/astraca.html

https://www.casapinto.com.br/abc

https://amodaresumida.wordpress.com/tag/astraca/

https://en.wikipedia.org/wiki/Montera

https://www.therecord.com/life/2015/01/23/busby-hat-not-the-same-as-a-bearskin.html

https://en.wikipedia.org/wiki/Fur_wedge_cap

https://en.wikipedia.org/wiki/Busby_(military_headdress)

http://mol-tagge.blogspot.com/2010/02/chapeu-caracul.html

https://en.wikipedia.org/wiki/Karakul_(hat)

https://en.wikipedia.org/wiki/Papakha

https://pt.wikipedia.org/wiki/Papakha

http://www.ulyssetour.com/EN/guide/16/traditional_uzbek_headwear_tubeteika

https://www.spanishoponline.com/montera-hat.html

 

2 comentários em “Astracã

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s