Badgley Mischka

“Um zip, e você está fabulosa” é como o estilista Mark Badgley resumiu a essência da Badgley Mischka.

A marca de roupas de luxo que produz principalmente vestidos de gala, e possui linhas de vestidos de noivas, infantil, sapatos, jóias, decoração, óculos de sol, esporte, prêt-à-porter e perfume, tem como principal inspiração e estilo o glamour de Hollywood dos anos 1940. A mulher que veste e inspira suas roupas, segundo a marca, é de todas as idades, tem um ar jovem, aprecia roupas bem feitas e é moderna.

A marca foi criada em 1988 pelos estilistas James Mischka e Mark Badgley, com o pouco dinheiro que a dupla possuía na época.

Para tal, ambos largaram o emprego em que estavam, Badgley trabalhando como assistente da estilista Donna Karan, e Mischka como estilista-assistente de roupas masculinas do estilista Willi Smith.

Para nomear a marca, os estilistas decidiram juntar seus sobrenomes, e então surgiu a Badgley Mischka.

badgley mischka, editorial homenagem caravaggio, fall 2019
Uma homenagem à Caravaggio inspirada pelo glamour introduz a coleção de outono/inverno de 2018 da Badgley Mischka.

Desde o começo, a marca produziu vestidos elegantes e luxuosos, usando tecidos caros e muitas vezes cobrindo-os com adornos, como pérolas, formando assim peças exclusivas.

No mesmo ano em que abriram a marca, desfilaram uma coleção que não chamou muita atenção e não foi bem sucedida.

Continuaram correndo pelas ruas de Nova York para tentar fechar vendas, até que desfilaram sua segunda coleção, que ao contrário da primeira, trouxe pedidos feitos pelas principais cadeias de departamento de artigos de luxo americanas como Saks Fifth Avenue, Barneys New York, e Neiman Marcus.

Com o sucesso do segundo desfile, que apresentou vestidos elegantes e ultra-femininos, a marca conseguiu não só compradores, como também iniciou uma carta de clientes fieis, que não se assustavam com os preços dos vestidos, que muitas vezes alcançavam U$5,000.

Badgley Mischka Fall:Winter 2018
Coleção de outono/inverno de 2018.

Nesse segundo desfile, foi apresentada uma paleta de cores metalizadas, algo que viria a ser uma assinatura da marca. Os tecidos da coleção foram franzidos e frisados, envelhecidos de propósito (para não ficarem com aparência plástica e de novos) e enfeitados com adereços valiosos. Também usaram técnicas de drano e limpeza a seco para tirar o tom alaranjado dos fios de ouro. Outra coisa que fizeram foi banhar pérolas em banho de drano para conseguir uma pátina mais antiquada.

Mesmo indo bem de vendas, a marca estava, na época, em apuros financeiros até que, em 1992, o grupo Escada AG comprou 80% da maison. Badgley e Mischka ficaram animados com a venda, já que poderiam começar a usar tecidos ainda mais exclusivos com o apoio financeiro do grupo.

Logo a marca aumentou sua carteira de clientes e conseguiu vestir celebridades como Winona Ryder, Angela Bassett e Sharon Stone. Não foram só as celebridades que apreciaram os vestidos da marca, mulheres executivas também se interessaram.

Mischka disse em uma entrevista que as clientes da marca se vestem quase como homens durante o dia, e isso as entedia, então, durante a noite, querem um glamour exagerado.

Até 1996, a marca só produzia vestidos de luxo, mas quando as clientes começaram a pedir os vestidos em cores como branco e off-white para seus casamentos, a marca resolveu abrir a linha de vestidos de noiva.

badgley mischka, bridal 2019 collection
Noiva da Badgley Mischka usando um vestido da coleção de 2019.

Com o sucesso da marca e o apoio financeiro do grupo Escada AG, a Badgley Mischka conseguiu abrir as linhas de sapatos, bolsas e roupas para o dia no ano 2000.

Também conseguiu abrir sua primeira loja em Beverly Hills, perto do epicentro do glamour holywoodiano que continuou a inspirar a marca.

Conseguiram estabelecer um esquema de produção em que os tecidos da marca iam da Europa para os Estados Unidos, onde eram cortados, costurados e transformados em vestidos. De lá, eram enviados para Mumbai, na Índia, para serem enfeitados com pérolas e afins. Quando voltavam para os Estados Unidos para serem vendidos, os vestidos já eram encarecidos não só com os tratamentos, mas também com uma média de 70,000 milhas aéreas.

bm-collection_0296269b-3c60-4421-9b05-4ceb75c31f6f
Badgley Mischka.

Novamente, apesar do sucesso, a partir do ano 2001, a marca não estava criando lucros, e dessa vez, seu sócio majoritário, o grupo Escada AG, também passava por problemas financeiros. O grupo decidiu vender seus 80% da Badgley Mischka no final de 2003 para o grupo Candie’s. Em seguida, foi vendida para o grupo Iconix Brand e atualmente pertence ao grupo Titan Industries.

Algumas das celebridades que estão entre os clientes da marca: Taylor Swift, Madonna, Jennifer Lopez, Rihanna, Sharon Stone, Jennifer Garner, Julia Roberts, Kate Winslet, Sarah Jessica Parker, Helen Mirren, Ashley Judd, Mary-Kate e Ashley Olsen (que já foram embaixadoras da marca), Catherine Zeta-Jones, Julia Roberts e Halle Berry.

Bibliografia: Allan, Georgina O’Hara; Enciclopédia da Moda: De 1840 À Década de 90: Companhia das Letras, 2010.

https://www.notablebiographies.com/newsmakers2/2004-A-Di/Badgley-Mark-and-Mischka-James.html

https://www.badgleymischka.com/about-mark-and-james/

https://www.etiquetaunica.com.br/blog/badgley-mischka/

https://footwearnews.com/2016/business/mergers-acquisitions/badgley-mischka-titan-industries-buy-trademark-rights-iconix-198799/

https://www.hollywoodreporter.com/news/mark-badgley-james-mischka-celebrate-30-years-glamour-1141227

https://titanindustriesinc.com/pages/badgley-mischka

Um comentário em “Badgley Mischka

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s